About

Flerto com a fotografia desde 2007. Quando pensava em evoluir esse status de “flerte”, era como transformar aquele sonho que paira na cabeça numa madrugada de insônia. Você dorme pensando na possibilidade com aquele sorriso no canto da boca, com esperança que quando você abrir os olhos na manhã seguinte, o sonho tenha se transformado em realidade. No meu caso, esse dia magicamente eventualmente chegou.

Tudo aconteceu de forma extremamente contemporânea e caótica. Numa conversa em um fórum de carros, durante o que já era algo off-topic no contexto -uma discussão sobre fones de ouvido-, fiz uma amizade que me deu a oportunidade de trabalhar junto com grandes fotógrafos e videomakers. Daí o bichinho da paixão pela fotografia foi alimentado e cresceu. Virou um ofício grandinho e bem amamentado!

Uma das minhas facetas preferidas da fotografia é ter a chance de personalizar o trabalho para cada cliente, me envolver de corpo e alma em cada trabalho, conhecer as pessoas e suas histórias. Criar um laço e um conforto no fotografado que transpareça no meu trabalho. Acredito que para desenvolver algo único, a fotografia precisa do trabalho em conjunto de ambas as partes.

Uma vez alguém me disse que uma das únicas coisas materiais que salvaria de um incêndio são seus álbuns de fotografia. Os momentos eternizados na imagem não se repetirão nunca mais, porém estarão sempre ali para serem experienciados de novo. As pessoas que estão nelas mudam fisicamente, se vão, mas sempre estarão lá para serem visitadas. Com o tempo, as memórias ficam turvas, mas ficarão guardadas para toda vez que quiserem ser lembradas.

“Photography is the story I fail to put into words.” — Destin Sparks